Você parece ter perdido sua conexão com a internet!
Certifique-se de que esta conectado para que não perca os dados desta página.
Campos com bordas vermelhas são obrigatórios e devem ser preenchidos corretamente !
Atenção! Vendas feitas no cartão de crédito estão temporariamente indisponíveis.
CASA EDITORA O CLARIM | 113 anos divulgando o Espiritismo
CASA EDITORA O CLARIM
anos divulgando o Espiritismo
MEU CARRINHO
0
itens adicionados
0
Atenção! Vendas feitas no cartão de crédito estão temporariamente indisponíveis.
  • televendas (16) 3382.1066
  • contato
  • WhatsApp (16) 99270.6575
  • redes sociais
  •    
  • MEU CARRINHO
    0 itens adicionados
Produtos ↓
Jornal O Clarim • Fevereiro 2019
Reencarnação: uma bênção especial Temos raízes preciosas e não podemos deixar escapar esta oportunidade que tivemos para nos enriquecer
Wilson Gonsalez
wilsongonsalez@uol.com.br
01/02/2019

Afaste completamente os pensamentos negativos de sua cabeça. Sua mente tem características de origem divina, como todo o seu corpo, e não podemos prejudicar toda essa estrutura que foi elaborada para nos tornar mais dóceis, mais humanos, mais bem estruturados nas bases morais e espirituais.

Aquietemos os nossos corações, deixando que a paz se irradie por toda a nossa organização celular. Temos raízes preciosas e não podemos deixar escapar esta oportunidade que tivemos para nos enriquecer, para nos desenvolvermos em outros campos da atividade humana.

A reencarnação é uma realidade. Muito mais do que isso, é uma bênção especial que recebemos do Poder Maior, a fim de nos exercitarmos nos variados campos da atividade humana, buscando com esse trabalho diário a nossa forma de elevação moral e espiritual.

Não existe nenhum tipo de progresso sem exercícios diários. Teremos de batalhar diariamente para ir juntando pequenas parcelas da educação, que nos farão maiores, que nos tornarão mais confiantes e munidos da fé verdadeira — aquela que é construída através da sensibilidade dos nossos corações, dos nossos atos e das nossas ações cotidianas.

Temos de firmar a nossa mente em Deus, acreditando em todo o realismo do Plano Espiritual, de onde nos chegam todas as sensações reveladoras do trabalho de mentores amigos, que batalham para nos ver crescer em cada uma de nossas atitudes e pensamentos.

Vigiar e orar, ensinado nos Evangelhos, é de uma importância fundamental para cada um de nós. Mantendo-nos totalmente afastados das intrigas, dos desentendimentos, dos comentários maldosos, das chamadas “fofocas” sobre a vida alheia, criaremos uma rede protetora, tecida pela sutileza e pela afetuosidade de mentores que zelam pelo clima espiritual reinante em torno de nós.

Saibamos o que fazer com as horas, ou mesmo com os minutos, que estejam à nossa disposição para cumprir com todos os compromissos elevados que nos tenham sido confiados pela bondade suprema.

Todos nós sabemos de nossa importância como seres humanos. Temos um planeta onde poderemos batalhar para poder melhorá-lo, até o ponto que ele passe a refletir o clima de harmonia e de paz que conseguirmos construir dentro de nossas estruturas morais e espirituais.

O mundo será o reflexo daquilo que fizermos com a nossa vontade, com a nossa força de querer vê-lo melhor, muito mais evoluído e totalmente isento da violência e dos maus sentimentos.

Não temos a menor ideia de quando poderemos realizar esse sonho, mas temos o dever de cumprir com a nossa parte, por menor e mais insignificante que ela nos pareça.

Façamos da oração e da prece nossas armas criativas para elaborar pensamentos cada vez mais harmonizados com tudo aquilo que o Cristo tão sabiamente nos solicitou. Não precisamos decorar nada; apenas coloquemos nossos corações para trabalhar em benefício do próximo, tão necessitado quanto nós da essência das verdades evangélicas.

Para melhorarmos como seres humanos, teremos de iniciar hoje mesmo o curso de humildade, cujas bases sólidas foram plantadas pelo Cristo através de suas sementes de amor, generosidade, afeto, compaixão, paz, justiça e caridade.

Não precisaremos ir muito longe para conseguir essas amostras de perfeição, exemplificadas pelo Humilde Peregrino. Se colocarmos nossa sensibilidade para trabalhar, poderemos, com sucesso, ir fomentando novas virtudes em nossos seres espirituais, de tal modo que conseguiremos plantar, dentro dos nossos territórios íntimos, os alicerces do maior programa de amor e de caridade de todo o mundo.

Coloquemo-nos no sentido de atenção, de paz e de moralidade, para que vinguem muito mais cedo todos os frutos das nossas plantações amorosas e cheias de fidelidade aos desígnios do Senhor.

Nosso tempo jamais poderá ser perdido. Há infinitas formas de trabalhar de forma segura, humilde e sem nenhuma antecipação de ideia ou de conteúdo. Basta fixarmo-nos na generosidade divina. Ela deixa de lado todos os nossos erros, todas as nossas falhas, com o intuito de que consigamos trabalhar a serviço do bem e no interesse das pessoas que desejam ouvir ou ler qualquer que seja a mensagem de paz, passada de forma humilde e anônima por renomados servidores de outras esferas espirituais.

Como nenhum de nós neste planeta é perfeito, é justo que cada qual tenha a oportunidade de trabalhar e servir. E será através da intuição ou da inspiração que as pessoas, mesmo as que demonstrem certo grau de inferioridade na fé, mas que comungam com Deus sobre as suas obras, serão agraciadas com a bênção especial de uma Entidade perfeita, apta a transmitir a todos os seres humanos os desejos de que todos acordem e se voltem para o ato de vigiar e orar.

Se restarem muitas dúvidas ainda, que nós possamos reencarnar milhares de vezes até alcançar a mínima compreensão daquilo que o Criador aguarda de cada um de nós.

Que assim seja!