Você parece ter perdido sua conexão com a internet!
Certifique-se de que esta conectado para que não perca os dados desta página.
Campos com bordas vermelhas são obrigatórios e devem ser preenchidos corretamente !
CASA EDITORA O CLARIM | 113 anos divulgando o Espiritismo
CASA EDITORA O CLARIM
anos divulgando o Espiritismo
MEU CARRINHO
0
itens adicionados
0
  • televendas (16) 3382.1066
  • contato
  • WhatsApp (16) 99270.6575
  • redes sociais
  •    
  • MEU CARRINHO
    0 itens adicionados
Produtos ↓
Notícias
Matão rememora Cairbar Schuel Os 150 anos de seu filho mais ilustre
Redação
02/10/2018
O Encontro Anual Cairbar Schutel, mais conhecido por EAC, em sua 8ª edição (é realizado desde 2011) homenageou os 150 anos de nascimento de Cairbar Schutel. A data de nascimento, ocorrido em 1868, no dia 22 de setembro, coincidiu em 2018 com um sábado, propiciando realizar naquele fim de semana, 22 e 23, a edição do evento que comemora o sesquicentenário de nascimento do citado benfeitor, a personalidade mais marcante que já viveu na cidade, tendo sido, inclusive, seu primeiro Prefeito. Sua história é muito conhecida pelo perfil humanitário que caracterizou sua personalidade, antes mesmo de tornar-se espírita, voltando suas atenções no socorro às necessidades humanas, tanto no âmbito material, como moral, e especialmente na área da saúde, já que era farmacêutico de profissão. Também cultivava profundo amor aos animais e nunca se furtava da preocupação filantrópica. Sua fé ardente sempre o manteve envolvido nas questões religiosas, que se voltaram ao Espiritismo depois que pôde conhecê-lo e estudá-lo. O legado de Schutel influenciou gerações de espíritas. E inspirou várias iniciativas, livros biográficos e descrições de particularidades de pessoas que o conheceram pessoalmente e com ele travaram experiências marcantes para a vida toda. Sua ação destemida inspirou também a fundação nos dias atuais do Instituto Cairbar Schutel e do jornal Tribuna do Espiritismo, organizadores e mantenedores do EAC. Tais iniciativas se somam a outras já existentes no trabalho de divulgação espírita, como o jornal O Clarim, a Revista Internacional de Espiritismo (RIE), o Centro Espírita O Clarim, entre outras espalhadas pelo Brasil. Neste ano de 2018, o evento bateu todos os recordes registrados nos anos anteriores. Foram mais de 920 pessoas inscritas e participantes de 88 cidades, seis estados, e ainda um casal vindo da Suécia que estiveram na SOREMA, moderno clube da cidade que sediou as atividades. Com esmerada organização, praticamente não se apresentaram falhas e o EAC transcorreu com muita harmonia e leveza. Os detalhes todos, desde a recepção à alimentação, aos voluntários, à condução de crianças e jovens que também tiveram programação própria, e mesmo a programação em si, teve colaboração de valorosa equipe que se desdobrou nos cuidados para o bom andamento do conteúdo programado. Pontualmente iniciado às 13 horas do sábado (22), como programado, o evento foi aberto com a exibição de um clipe musical especialmente elaborado pelo conhecido grupo Coro e Osso, de Matão, com o refrão “Vivi, vivo e viverei, porque sou imortal”, conhecida frase de Schutel artisticamente interpretada na canção. A coordenação do clipe foi feita pelo músico José Henrique Martiniano, da vizinha Araraquara. Na sequência, foram chamados representantes de cada grupo de trabalhadores para saudar a plateia e iniciar o evento, que de imediato foi condecorado com a entrada das bandeiras (nacional, paulista e municipal) para execução do Hino Nacional Brasileiro, executado pela Banda do SESI de Araraquara, especialmente convidada. Na sequência e, sem qualquer anúncio, foi exibido um vídeo com trem para simbolizar a chegada de Schutel a Matão, que se seguiu com a entrada de um personagem vestido como nos costumes de Cairbar, à sua época, distribuindo jornais ao público, enquanto a banda executava a conhecida música Trenzinho caipira. Na sequência, as crianças e jovens foram direcionadas para suas atividades e o casal Paulo & Leya executou a música Cairbar Schutel, cuja letra e melodia foram recebidas em 2013 pelo músico e compositor Gutemberg Paschoal. A música foi utilizada, inclusive, para divulgar o evento. Na sequência, Suzana Amyuni declamou os prefácios de três obras clássicas de Schutel e Joaquim Bueno, autor do livro Hoje com Jesus (IDE), proferiu a primeira palestra com o tema “Vida e Atos dos Apóstolos”, um dos clássicos de Cairbar. Também usaram da palavra no sábado os palestrantes Artur Valadares e Heloisa Pires; ao longo da programação foram exibidos depoimentos de espíritas residentes no exterior, enviados pela internet, saudando a data histórica. Houve ainda um momento de unificação com a presença da Federação Espírita Brasileira na pessoa de Geraldo Campetti, vice-presidente da FEB, do Presidente da USE Estadual, Aparecido J. Orlando, e das USEs de Ribeirão Preto, representando a região, e de Matão, representando a municipalidade. Todos usaram da palavra e exaltaram a personalidade e o trabalho de Cairbar Schutel. Várias USEs regionais e intermunicipais do estado de São Paulo estiveram representadas no evento. A tarde de sábado ainda reservou o lançamento de duas obras específicas sobre os 150 anos de Schutel. Escritas pelos jornalistas Cássio Leonardo Carrara e David Liesenberg, respectivamente lançadas pela Casa Editora O Clarim e pelo IDE de Araras, os livros O Som da Nova Era: O Clarim e seus maestros e O Imortal Cairbar Schutel foram brevemente apresentadas ao público e autografadas pelos autores durante todo o evento, com excelente recepção do público. O intervalo contou com a participação musical de Fernando Arrobas na praça de alimentação e, encerrando as atividades do dia, o mágico Felipe Label ofereceu um show artístico aos presentes. Ao término, todos puderam saborear delicioso risoto. Há que se destacar ainda que o evento arrecadou material de limpeza, fraldas e outros utilitários que foram doados à APAE e Casa São Vicente de Paulo locais, materializando a ação caritativa de Schutel. Por outro lado, o evento também destinará possível receita para auxiliar a construção da Casa de Fraternidade Chico Xavier, de Araraquara, que também foi apresentada ao público em vídeo institucional e cuja equipe muito colaborou na estrutura da efeméride. No domingo (23) o evento iniciou-se com uma apresentação do grupo de dança coordenado pela dançarina Renata Berti; após, usaram da palavra Paulo Cezar Fernandes e Irvênia Prada, que também lançou o livro A Alma dos Animais (Casa Editora O Clarim), além da apresentação do cantor Leleco, cuja música Gigante Bandeirante foi utilizada no início da divulgação, quase um ano antes. O intervalo foi recheado com imensa alegria na praça de alimentação pelo casal Paulo & Leya. Dando início à conclusão das atividades, Raul de Melo e José Luiz Marchesan, presidente da Casa Editora O Clarim, apresentaram músicas que retratam a bondade de Schutel, e para encerrar, antes do Parabéns a Cairbar (música especialmente composta para o evento e acompanhada por todo o público), significativa música sobre educação das crianças foi apresentada pelo trio Marcelo, Lázara e Neuza, colaboradores do EAC. Com excelente repercussão e variadas manifestações de carinho, o evento revestiu-se de pleno êxito. No próximo ano, a princípio, o evento será realizado em único dia (21 de setembro). Em breve será divulgada a programação, que poderá ser consultada no site www.institutocairbarschutel.org.


Foto: